Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

15/12/2017 - 22:32

Sao Luis: Algumas Nuvens, 26 °C

Programação em comemoração ao Teatro encerra neste domingo (3)

Programação em comemoração ao Teatro encerra neste domingo (3)

Para encerrar a programação especial em comemoração ao Dia Mundial do Teatro, comemorado dia 27 de março, o Cine Teatro da Cidade, equipamento cultural da Prefeitura de São Luís, administrado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult) apresenta, neste domingo (3), o espetáculo "O Deus da Fortuna", com o Coletivo de Teatro Alfenim, da Paraíba, às 19 h.

A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro, localizado na Rua do Egito, Rua do Egito, nº 244 - Centro, a partir das 18 h.

A peça foi vencedora, em 2010, do Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz.

Com texto de Márcio Marciano, criado em processo colaborativo com os atores do grupo, a narrativa, inspirada em argumento de Bertolt Brecht, é uma parábola sobre o Capital em seu estágio global de volatilização, narrando a história de um proprietário de terras na longínqua China Imperial que, afundado em dívidas em virtude da crise da produção do arroz e da seda manda erguer um altar em honra de Zao Gong Ming, o Deus da Fortuna, com a intenção de se salvar da falência. Porém as oferendas são inúteis e o proprietário vê-se obrigado a vender a própria filha a seu credor, como forma de amortização da dívida.

Programação

Durante cinco dias, mais de 500 pessoas passaram pelo antigo "Cinema das Estrelas", como já foi conhecido o Cine Teatro da Cidade. Alunos de escolas públicas e estudantes universitários participaram do espetáculo "A Viagem de um Barquinho", do Grupo Universitário de Teatro (GUT), e da oficina de corpo e improvisação teatral com a atriz maranhense Claudiana Cotrim, por meio do método rasaboxes.

"Esse método tem um diferencial muito imediato, pois utiliza os sentimentos essenciais para o artista. A partir da fotografia do ator em cena, ele analisa qual sentimento está comunicando. É uma técnica que dá uma resposta imediata para qualquer ator", destaca Claudiana Cotrim.

O monólogo "Besta Fera", encenado pela maranhense Maria Ethel e que integrou a programação, retratou no palco a vida de luta e militância da médica maranhense Maria Aragão. "Éramos amigas! E a vida de luta de Maria foi um referencial para subir ao palco depois de aposentada. O teatro faz parte da minha vida desde os 4 anos de idade, quando as freiras da escola que eu estudava, me colocavam para fazer apresentações teatrais na escola. O teatro é algo transformador! Lidamos com diferentes sentimentos que existem dentro de nós e colocamos para fora como uma verdade, interpretando um personagem. É um sentido de vida", finalizou Maria Ethel.

 

 

 

 

 

 

 

 





Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

 


E-mail:

greg