Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

19/10/2017 - 10:07

Sao Luis: Nuvens Dispersas, 31 °C

Dia Mundial do Veganismo: conheça os benefícios da dieta vegana

Dia Mundial do Veganismo: conheça os benefícios da dieta vegana

Estabelecido em 1994, o Dia Mundial do Veganismo possui o objetivo de chamar a atenção para uma filosofia de vida que descarta o consumo de qualquer produto de origem animal.

No Brasil, a comemoração vem de encontro a um momento em que a demanda por produtos veganos cresce quase que de forma exponencial.

“É visível à ampliação desse mercado, principalmente pelo crescimento de estabelecimentos e restaurantes que, cada vez mais, voltam seus cardápios para o público vegano e vegetariano. Além disso, temos notado um grande aumento no número de empresas que estão investindo no lançamento de produtos que não possuem ingredientes de origem animal”, explica Ricardo Laurino, presidente da SVB - Sociedade Vegetariana Brasileira.

Segundo Laurino, um levantamento realizado pela própria SVB , por meio do Google Trends, revelou que, entre 2011 e 2015, o volume de buscas pelo termo “vegano” teve um aumento de 700% no país. Além disso, a entidade teve um incremento de mais de 60% no número de filiados nos últimos doze meses.

Para David Oliveira, gerente de marketing da Superbom, uma das principais empresas brasileiras do segmento de alimentos veganos e vegetarianos, o segmento está em ampla expansão. “Hoje, existem diversos produtos, como snacks (doces e salgados), enlatados, congelados, e até queijos, sem nenhum tipo de componente de origem animal, o que facilita a vida de quem quer manter uma dieta restritiva. Há 10 anos, os adeptos da dieta vegana não tinham tantas opções”, conclui Oliveira.

A nutricionista Cyntia Maureen listou seis benefícios da diega vegana. 

CONFIRA:

1 - A dieta vegana pode salvar milhões de vidas humanas
Pesquisa publicada em março de 2016 no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences revelou que se todas as pessoas adotassem o veganismo, 8,1 milhões de vidas seriam salvas até 2050. De acordo com os pesquisadores da Universidade de Oxford (Inglaterra), que foram os idealizadores do estudo, o número está relacionado com a menor incidência de doenças como diabetes, obesidade, problemas cardíacos e câncer, comumente ligadas com a dieta que inclui alimentos de origem animal.
 
2 - Menor possibilidade de desenvolver câncer
No mês de outubro de 2015, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu comunicado afirmando que o consumo excessivo de carnes processadas como salsicha, presunto, salame, mortadela, carne seca e carne enlatada, aumenta o risco de desenvolvimento de câncer, principalmente o câncer colorretal. “Como a dieta vegana exclui o consumo dos alimentos citados, seus adeptos possuem uma possibilidade menor de desenvolver a enfermidade”, pontua Cyntia.
 
3 - A dieta vegana pode contribuir para o emagrecimento
Os adeptos da dieta vegana não consomem gordura saturada encontrada em produtos de origem animal. A consultora da Superbom pontua que cada grama de gordura equivale a 9 kcal, assim, ocorre uma redução significativa no consumo final de calorias diárias. “Por conter variedade de vegetais e alimentos integrais, a alimentação vegana costuma ser rica em fibras que fará com que a pessoas comam porções menores e aumentará a sensação de saciedade, contribuindo para o emagrecimento e também para o bom funcionamento do intestino”, afirma.
 
4 - Salva animais dos abatedouros
Ao não comprar ou consumir produtos de origem animal, o indivíduo sabe que está contribuindo para a queda da demanda desses alimentos e, consequentemente, pela diminuição das mortes dos animais. “É a melhor maneira de ajudar os animais e de acabar com o sofrimento deles. Nas fazendas industriais existem muitos casos em que eles são mantidos em condições ultrajantes e em espaços exíguos”.
 
5 - Não consumir produtos de origem animal é uma atitude sustentável
A produção de carne afeta negativamente o equilíbrio do planeta pelos altos índices de desmatamento para pastagens para o rebanho bovino em regiões não recomendadas, como a Floresta Amazônica. “De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) é gasto 16 vezes mais água para produzir uma libra (o equivalente a 0,453 kg) de proteína de carne comparada à proteína vegetal”, informa a especialista.
 
6 - Economia
De acordo coma nutricionista, seguir um cardápio isento de alimentos de origem animal não necessariamente compromete o orçamento familiar, muito pelo contrário. “Em uma dieta convencional, é o consumo da carne animal que acaba onerando as compras, já que o produto tem um alto valor agregado. No caso dos  veganos, a base da alimentação inclui verduras, legumes, hortaliças e cereais, que são os alimentos mais baratos na gôndola do supermercado”.
 
 
 





Notícias

greg

Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

E-mail: