Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

25/11/2017 - 06:45

Sao Luis: Algumas Nuvens, 25 °C

Projeto institui o Dia Nacional do Boxe

 Projeto institui o Dia Nacional do Boxe

Projeto de Lei (PLC 50/2016) em debate no Senado institui o Dia Nacional do Boxe, a ser comemorado no dia 26 de março. Nomes como Éder Jofre, Servílio de Oliveira e Robson Conceição marcaram a história desse esporte no país.

A data escolhida para a homenagem é 26 de março, dia do nascimento do boxeador brasileiro Éder Jofre. A ideia é que em todo ano, nesta data, sejam divulgados relatórios sobre as potencialidades do boxe, as dificuldades e desafios do esporte, assim como planos de aperfeiçoamento e profissionalização dos atletas brasileiros. O projeto aguarda votação do Plenário do Senado.

O Boxe surge no Brasil em 1913, no estado de São Paulo. Luiz Sucupira, conhecido como o Apolo Brasileiro foi o responsável por divulgar o esporte que conquistaria gerações. Na década de 20 o boxe é regulamentado como esporte e ganha força ao serem criadas as comissões municipais, em São Paulo, Santos e Rio de Janeiro. O primeiro pugilista brasileiro a participar de uma luta profissional foi Benedito dos Santos, conhecido como Ditão. Após ser derrotado duramente pelo europeu Hermínio Spalla, Benedito sofreu um derrame e decidiu encerrar a carreira. A polêmica envolvendo a violência da luta foi suficiente para proibir o boxe no Brasil até 1925.

Nos anos seguintes, a proibição foi revogada e, a partir de 1940, o Brasil entrava de vez no mundo do Boxe. Grandes nomes foram revelados, como Kaled Curi, Ralf Zumbano e Éder Jofre, considerado o maior boxeador brasileiro, que em 1960 tornou-se campeão mundial e manteve o cinturão até 1965. Em 68, o Boxe brasileiro teve sua primeira medalha olímpica, conquistada pelas mãos de Servílio de Oliveira. O paulistano garantiu o bronze nas olimpíadas do México na categoria peso mosca. Antes de competir fora do Brasil, Servílio já havia sido campeão paulista e campeão brasileiro por dois anos consecutivos.

Na década de 80, surge mais um grande nome do boxe brasileiro, dessa vez na categoria peso pesado. José Adilson Rodrigues dos Santos, mais conhecido como Maguila, autor de 78 nocautes em 87 lutas. Na década de 90, o baiano Acelino Freitas, conhecido popularmente como Popó, entrou de vez na história do boxe brasileiro ao conquistar o cinturão dos super-pena em 99. Em 2006 conquistou o cinturão na categoria peso-leve. Na história olímpica recente, o Brasil conquistou dois bronzes e uma prata em Londres, 2012, e em 2016, veio o primeiro ouro. O baiano Robson Conceição, conquistou o primeiro lugar na categoria peso-leve nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Com Rádio Senado.





Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

 


E-mail:

greg