Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

23/09/2017 - 09:47

Sao Luis: Nuvens Dispersas, 28 °C

Enem: candidatos com isenção de taxa negada têm até 25 de junho para avisar Inep

Enem: candidatos com isenção de taxa negada têm até 25 de junho para avisar Inep

Os candidatos que atendem aos critérios, mas tiveram a isenção da taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) negada, na hora da inscrição, terão até o dia 25 de junho para enviar os documentos comprobatórios para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e, assim, serem dispensados do pagamento de R$ 82.

O Inep divulgou nesta quinta-feira (25) comunicado orientando os participantes. Os candidatos devem enviar os pedidos de isenção com os respectivos comprovantes da situação socioeconômica e de escolaridade. Mais informações podem ser obtidas no 0800 61 61 61. O Inep irá analisar a situação de cada estudante.

As inscrições do Enem 2017 terminaram no último dia 19. Neste ano, as isenções eram concedidas ou não, automaticamente, pelo sistema. Vários candidatos reclamaram, nas redes sociais, que preenchiam os requisitos, mas mesmo assim tiveram o pedido negado. Ao final, o sistema gerava a Guia de Recolhimento da União (GRU) para o pagamento da taxa. O prazo  terminou na quarta-feira (24).

Pelas regras do exame, estão isentos os estudantes que estão cursando em escola pública o último período do ensino médio; os participantes membros de família que recebem até três salários mínimos (R$ 2.811) no total ou até meio salário mínimo (R$ 468,50) por pessoa e que, além disso, estejam inscritos no CadÚnico; e, os membros de família com renda por pessoa igual ou menor a um salário mínimo e meio (R$ 1.405,50) e que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola privada.

O preço da inscrição no Enem aumentou este ano. No ano passado, a taxa foi de R$ 68, tendo sido uma das questões mais criticadas pelos estudantes nas redes sociais, desde a divulgação do edital.

O Inep diz que o reajuste é necessário. Atualmente, os pagamentos cobrem cerca de 30% do custo do exame, o restante é pago pela autarquia. No ano passado, por exemplo, o custo, de R$ 91,49 por participante, foi R$ 23,49 acima do valor pago. A autarquia diz que, mesmo com a alta, a inscrição no Enem está abaixo da média dos vestibulares do país, que é R$ 140.

Agência Brasil

 

 

 





Notícias

Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

E-mail: