Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

18/01/2018 - 16:54

Sao Luis: Nuvens Dispersas, 30 °C

Justiça converte em preventiva a prisão de Jonathan de Sousa Silva

Justiça converte em preventiva a prisão de Jonathan de Sousa Silva

O juiz da Central de Inquéritos de São Luís, Flávio Roberto Ribeiro Soares, converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva de Jonathan de Sousa Silva, suspeito de assassinar o presidiário Alan Kardec Dias Mota, no último final de semana, na Penitenciária de Pedrinhas. Jonathan Sousa Silva cumpre pena pela morte do jornalista Décio Sá, ocorrida em abril de 2012.

Polícia vai ouvir servidores, detentos e familiares sobre assassinato em unidade prisional

A decretação da nova prisão ocorreu durante Audiência de Custódia, na manhã desta terça-feira (9), no Fórum Desembargador Sarney Costa (Calhau).

O juiz entendeu que a prisão em flagrante foi legal, decretando sua prisão preventiva pelas circunstâncias e gravidade do crime. Ele considerou a personalidade do réu voltada para o crime; condenações anteriores por outros delitos, entre outros. Na audiência, o acusado confessou o crime e alegou legítima defesa.

Entenda

No último domingo (7), o detento Alan Kardec Dias Mota foi morto durante o “banho de sol” por Jonathan Sousa Silva, na Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 4 (UPSL 4). A vítima foi ferida com um pedaço de ferro no peito e levada ao Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão II), mas não resistiu.

Em depoimento, Jonathan contou que vinha sendo ameaçado de morte por Kardec desde 2016. Kardec era conhecido por liderar uma facção criminosa em São Luís e estava preso por diversos crimes.





 

Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

 


E-mail:

greg