Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

20/06/2018 - 12:14

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 29 °C

Equipe da TV Cidade/Record TV ganha prêmio nacional de jornalismo

Equipe da TV Cidade/Record TV ganha prêmio nacional de jornalismo

Uma equipe de reportagem da TV Cidade/Record TV foi vencedora do prêmio República de Valorização do Ministério Público Federal, da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), na categoria telejornalismo. A solenidade aconteceu nessa segunda-feira (4), em Brasília.

A repórter, Andressa Miranda (foto) e o cinegrafista Jucivaldo Silva foram premiados pela participação na matéria “Dossiê Presídios: a guerra das facções”, do programa Câmera Record. A reportagem, que foi exibida em janeiro de 2017, investigou as conexões do crime organizado e mostrou o motivo de as cadeias brasileiras terem se transformado em arenas de guerra.

Acompanhados pela produtora de São Paulo, Sheila Fernandes, que veio ao Maranhão para a superprodução, Andressa e Jucivaldo entraram no Complexo Penitenciário São Luís, antiga Pedrinhas, e conversaram com as principais lideranças de facções criminosas que dominam o presídio. Eles ficaram lá por aproximadamente quatro horas.

Na ocasião, quatro equipes de jornalistas foram enviadas para os presídios mais violentos do Brasil. O Câmera Record entrou pela primeira vez no Complexo Penitenciário São Luís após o assassinato de 22 presos, em 2013, no Maranhão, tragédia mundialmente conhecida como o "massacre de Pedrinhas".

Esta é a segunda vez que Andressa é premiada por produzir no Maranhão, um conteúdo para o núcleo de reportagens especiais da RecordTV.

“Estou muito feliz em ver que meu trabalho contribui para fazer história dentro desta emissora, minha trajetória até aqui é de muito empenho e a cada vez que meu trabalho é reconhecido desta forma, me lembro que Deus me trouxe até aqui e me guia exatamente em tudo que eu faço. Fazer parte desta equipe que está escrevendo uma história brilhante com premiações sucessivas me faz ver que o caminho que trilho foi desenhado por Deus.", disse Andressa.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, uma das juradas do prêmio, classificou as matérias vencedoras como "inspiradoras" para o trabalho diário dos procuradores do MPF (Ministério Público Federal).

Esta foi a sexta edição do prêmio, que tem como missão integrar os principais elementos da luta pela cidadania e pelos direitos humanos. Os trabalhos foram analisados por 12 jurados convidados, que levaram em consideração os seguintes aspectos nas reportagens: eficiência, alcance social, criatividade, potencial de multiplicação e complexidade.
 





 

 

 

 

Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:


E-mail:

greg