Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

14/11/2018 - 09:09

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 30 °C

Mais de 60% dos organismos causadores de doenças chegam aos humanos por animais vertebrados

Mais de 60% dos organismos causadores de doenças chegam aos humanos por animais vertebrados

Você sabe o que são zoonoses? O nome é estranho, mas a ideia é bem clara: são doenças que os animais vertebrados, como o boi ou o cachorro, podem transmitir naturalmente para o homem. Dos 1.415 organismos e agentes causadores de infecções entre os humanos, 61% podem chegar ao nosso organismo por esses animais. Para alertar sobre os riscos trazidos por essas enfermidades, instituições internacionais lembram o Dia Mundial das Zoonoses, observado em 6 de julho.

Essas patologias também prejudicam a saúde dos seres vertebrados e a economia que gira em torno dos animais de criação. Segundo o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA), mais de 20% das perdas produtivas da pecuária são provocadas por doenças animais.

A AIDS, a gripe suína H1N1, a influenza aviária H5N1 e o ebola são exemplos de zoonoses que ameaçam consideravelmente a saúde humana. Outros exemplos incluem a peste bubônica, do século XIV, e a salmonela, descoberta nos Estados Unidos nos anos 1880.

Vinculado à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o PANAFTOSA tem por missão fortalecer os programas nacionais e locais de prevenção, vigilância, controle e eliminação das zoonoses. O organismo desenvolve ações para enfrentar tanto as novas doenças, como também patologias reemergentes.

A entidade regional recomenda a educação e conscientização dos cidadãos, para que conheçam os riscos de transmissão. Aos governos, indica que adotem políticas de Estado abrangentes, capazes de levar em conta fatores como mudanças climáticas, desmatamento, incêndios florestais e consequentes perdas de biodiversidade. Outros fenômenos que devem ser monitorados são a presença de animais abandonados em espaços públicos, as viagens intercontinentais, as mutações dos agentes causadores de doenças e o aparecimento de novos vetores.

O 6 de julho foi escolhido para marcar o Dia Mundial das Zoonoses porque é a data em que o cientista francês Louis Pasteur injetou a primeira dose do tratamento antirrábico em um jovem que havia sido mordido por cães, em 1885.

Onu Brasil.





 

Enquete

Você é a favor do Uber ou outros aplicativos de transporte em São Luís?:

E-mail:

greg