Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

22/02/2019 - 21:17

Sao Luis: Algumas Nuvens, 25 °C

Socorrão II reduz fluxo de pacientes no pronto-socorro com projeto Lean nas Emergências

Socorrão II reduz fluxo de pacientes no pronto-socorro com projeto Lean nas Emergências

O Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão II) já apresenta melhorias significas no fluxo de atendimento aos pacientes na unidade, mantendo os corredores do pronto-socorro sem filas de espera. O feito é resultado da implementação do projeto Lean nas Emergências, projeto instituído pelo Ministério da Saúde para reduzir o fluxo e melhorar o atendimento em emergência de hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A ação, que soma-se a política de saúde da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, conta com o assessoramento técnico de especialistas do Hospital Sírio-Libanês. A iniciativa é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus). A nova ferramenta entre seus objetivos promover melhorias no serviço ofertado, no atendimento e aos processos administrativos no hospital.

O Socorrão II é referência em emergência no Maranhão, atendendo urgências clínicas e cirúrgicas de pacientes adultos. Em 2018, o hospital realizou 45.410 cirurgias e atendeu, por dia, mais de 200 pacientes. Segundo o titular da Semus, Lula Fylho, a melhor fluidez no atendimento verificada no Socorrão II resulta da nova dinâmica de atendimento que o projeto Lean nas Emergências promove, uma vez que a ferramenta desenvolve uma filosofia de gestão voltada para melhoria dos processos administrada para assegurar fluxos contínuos e eliminar desperdícios e atividades de baixo valor agregado.

"A consultoria do Hospital Sírio-Libanês tem nos ajudado muito a identificar oportunidades de melhoria de fluxos e processos. Temos nos empenhado bastante em atender todas as exigências e metas estipuladas pelo projeto e os resultados são visíveis, assim como a melhoria no clima e do ambiente de trabalho. A partir das primeiras instruções recebidas da equipe do Sírio-Libanês já foi possível reordenar algumas rotinas de atendimento e o fluxo de protocolos. Com isso, estamos tendo mais agilidade e um tempo menor de espera do paciente. Essas intervenções provocaram melhorias significativas e já podem ser observadas em diversos setores do hospital. Temos muito ainda a fazer, mas os resultados atuais nos mostram que estamos no caminho certo, e avançando na política de saúde colocada em prática na gestão do prefeito Edivaldo", afirmou Lula Fylho.

A execução do Lean nas Emergências no Socorrão II iniciou em dezembro do ano passado. O projeto treina e auxilia os profissionais do hospital na implementação de ações para garantir agilidade e eficiência nos processos de urgências realizados no hospital. Entre as ações estão a implantação de procedimentos e protocolos clínicos de urgência e emergência, com o desenvolvimento de ferramentas de gestão que facilitam e melhoram o fluxo e, também, o acesso das equipes às informações e dados do sistema de atendimento da unidade.

CAPACITAÇÃO

Ainda conforme o secretário Lula Fylho, os profissionais estão sendo capacitados gradualmente nas novas rotinas sugeridas pelo projeto, com foco na qualificação do atendimento no Socorrão II.

Na primeira parte da implantação do projeto foram sensibilizados os profissionais de enfermagem e técnicos do pronto-socorro, que já estão atuando com base nos novos conceitos. Esta semana, a equipe de monitoramento do Sírio-Libanês retornou ao Socorrão II para iniciar a capacitação com os médicos, que estão recebendo orientações específicas sobre a metodologia, considerando aspectos como diretrizes para classificação de pacientes em grupos de prioridade, utilização de recursos e minimização de perdas para aumentar a eficiência do trabalho realizado por eles.

O Lean nas Emergências integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi/SUS), que tem como objetivo implantar melhorias no atendimento e consolidar práticas resolutivas que reduzam a superlotação nas portas de entrada dos serviços de urgência e emergência do SUS.

A implementação do projeto conta com a intervenção de especialistas em Lean (termo inglês que significa enxuto), com vista a otimização dos processos e do atendimento nas unidades de emergência.

SEGURANÇA DO PACIENTE

Além do Projeto Lean, implementado no Socorrão II, a unidade de urgência gerida pela Prefeitura de São Luís já desenvolve também outro projeto executado pelo Ministério da Saúde, também com assessoramento técnico do Hospital Sírio-Libanês. Trata-se do programa Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil. A ação estabelece metas e medidas procedimentais visando à redução do índice de infecção nas unidades públicas de emergência do país.

Com a implantação dessas medidas, a Prefeitura de São Luís já reduziu em cerca de 50% a incidência de casos de infecções do trato urinário associada ao uso de cateter vesical em pacientes internados na UTI do Hospital Socorrão II.

O objetivo principal do projeto é diminuir as Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS), o que tem sido feito pela adoção de medidas simples de prevenção, parametrizadas por uma metodologia proposta pelo Institute of Healthcare Improvement (IHI), instituição sediada em Boston, nos Estados Unidos, que fomenta a qualificação da gestão nos serviços de saúde, através do modelo de melhoria.





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg