Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

21/08/2019 - 15:55

Sao Luis: Nuvens Dispersas, 31 °C

Agentes de saúde realizam ação de combate ao Aedes aegypti na área da Cidade Olímpica

Agentes de saúde realizam ação de combate ao Aedes aegypti na área da Cidade Olímpica

Na guerra contra o mosquito Aedes aegypti, uma força-tarefa aconteceu nesta quinta-feira (11), para intensificar as ações de combate ao inseto, na Cidade Olímpica e bairros adjacentes. A força-tarefa conta com equipes da Prefeitura de São Luís, da Agência Metropolitana do Estado, Exército, Correios, entre outros órgãos municipais, estaduais e federais. As ações no local acontecem até sábado (13), quando ocorre o Dia D, com diversas ações de saúde, educativas e culturais, na Associação de Moradores da Cidade Olímpica, das 8h às 12h. A ação se soma ao trabalho que vem sendo realizado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior de forma permanente na capital.

A iniciativa integra as ações da Semana de Mobilização de Combate à infestação do mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, naquela região da cidade, onde está sendo desenvolvida uma grande campanha com ações preventivas e educativas para conscientizar a população acerca do problema e envolvê-los nas atividades de prevenção à proliferação do mosquito.

Da gestão municipal de São Luís, participam da força-tarefa o Comitê Gestor de Limpeza Urbana e as secretarias municipais de Saúde (Semus), Obras e Serviços Públicos (Semosp), Desenvolvimento Metropolitano (Sadem), Segurança com Cidadania (Semusc) e Cultura (Secult), Trânsito e Transporte (SMTT), e o Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur).

Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (11), um verdadeiro exército de agentes de endemias percorreu o bairro, de casa em casa, para realizar o trabalho de orientação, identificação e tratamento dos focos do mosquito nas residências visitadas, ampliando o raio de ação do trabalho para reforçar a cobertura de todos os imóveis da localidade.

Nas visitas domiciliares e na abordagem aos estabelecimentos comerciais, as equipes orientam sobre as práticas corretas de combate aos focos do mosquito, realizam a colocação de larvicidas nos locais suscetíveis à proliferação do inseto e informam sobre ações de "bota-fora" com recolhimento de resíduos potencialmente favoráveis à infestação do mosquito, como recipientes, pneus velhos, tampas de garrafas, cacos, entre outros materiais.

Ainda como parte da campanha de sensibilização da população da Cidade Olímpica e áreas vizinhas, os agentes também realizaram o trabalho de orientação nos estabelecimentos comerciais locais, onde foram afixados cartazes informativos acerca das formas de prevenção e combate ao Aedes aegypti. As ações ostensivas de casa em casa e aos estabelecimentos acontecem também nesta sexta-feira (12). O mesmo serviço também foi estendido aos pontos considerados suscetíveis à proliferação do mosquito, como borracharias, ferros velhos, sucatas e cemitério.

As atividades da Semana de Mobilização abrangem também outras localidades próximas à Cidade Olímpica. Esse trabalho conta com a parceria dos municípios da Região Metropolitana, entre eles São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. Entre as localidades que também receberam ações de combate ao inseto estão Jardim Tropical, Mata, Residencial Santana, São Brás, Macaco, Residencial Isac Lucena e Residencial Olímpico, todos pertencentes ao município de São José de Ribamar e que fazem limite com São Luís.

A secretária adjunta de Saúde de São Luís, Natália Mandarino, destacou a importância da ação e do esforço conjunto entre os municípios da Região Metropolitana de São Luís, no combate ao Aedes aegypti, nas áreas limítrofes da Grande Ilha. "O mosquito não sabe o que é divisa territorial. Por isso estamos reforçando esse trabalho também nas áreas limítrofes para combatermos esse problema em benefício das populações de todos os municípios envolvidos", observou a secretária, acrescentando ainda que São Luís faz a sua parte realizando constantemente ações de combate à proliferação do inseto, uma ação prioritária realizada com a orientação do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Uma das residências visitadas durante a ação desta quinta-feira (11) foi a da dona de casa Tereza de Jesus Rodrigues, 43 anos. "É muito importante esse trabalho e todos têm que permitir que os agentes entrem em suas residências para a vistoria. Eu nunca tive dengue, e exatamente por isso não relaxo com os cuidados em minha casa e sempre procuro seguir as orientações que os agentes nos repassam", disse ela.

O estudante Rafael Barros Serrão também recebeu a visita dos agentes em sua casa. Ele destacou a importância desse trabalho para a saúde de todos. "Acho fundamental acatar as orientações dos agentes, pois além de tratar possíveis focos em nossos quintais, eles ainda nos orientam sobre como proceder para nos prevenir e evitar a infestação do mosquito em nossas residências", relatou.

PROGRAMAÇÃO

Na programação da Semana de Mobilização de Combate à infestação do mosquito na Cidade Olímpica são realizadas ainda rodas de conversa na Sala de Espera dos postos de saúde do bairro, para sensibilizar e orientar os moradores sobre as formas de prevenir a infestação do inseto.

Na culminância da campanha, das 8h às 12h deste sábado (13), além do trabalho de limpeza geral na área, com retirada de pontos de descarte irregular de resíduos, retirada de bagulhos volumosos feito pelo serviço de "bota-fora" e nebulização espacial da Cidade Olímpica e áreas adjacentes, estão previstas ainda abordagens educativas com feirantes, carroceiros e transeuntes da localidade.

As ações sociais no encerramento da campanha serão concentradas na Associação de Moradores da Cidade Olímpica, com palestras sobre educação ambiental e os cuidados com lixo, apresentação de vídeo motivacional, oficinas diversas, exposição da feira de artesanato, ações na área da beleza, recreação infantil e rodas de conversa sobre empoderamento feminino e participação no mercado de trabalho.

A culminância da ação contará ainda com serviços de saúde, com consultas nas áreas de clínico geral, ginecologia, fisioterapia, além testes rápidos de glicemia, HIV, sífilis e hepatites; aferição da pressão arterial, avaliação antropométrica, orientação nutricional, distribuição de medicamentos da Farmácia Básica, exames de imagem e laboratoriais, encaminhamento para consultas especializadas, além de imunização humana e animal e ações educativas sobre hanseníase, tuberculose e de vigilância sanitária e ambiental.





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg