Se seu navegador não suportar JavaScript. Algumas funcionalidades não serão exibidas, estamos trabalhando para disponibilizar mais breve possível as funcionalidades sem javascript.

suaCidade

São Luís

15/09/2019 - 14:59

Sao Luis: Pequenas Nuvens, 28 °C

Surtos isolados da Doenças de Chagas são registrados no Maranhão

Surtos isolados da Doenças de Chagas são registrados no Maranhão

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) está adotando todas as providências para conter os surtos isolados da Doença de Chagas no Maranhão. Em entrevista coletiva concedida, na tarde desta quinta-feira (20), na sede da Vigilância Epidemiológica, o secretário-adjunto de Vigilância em Saúde, Alberto Carneiro, informou que no período de 27 de agosto a 19 de outubro foram notificados 23 suspeitos da doença em quatro municípios maranhenses. Destes, 19 foram confirmados. Todos os casos foram diagnosticados na fase aguda (inicial) e estão sendo tratados com benzonidazol – medicamento ofertado pelo Ministério da Saúde.

Alberto Carneiro explicou que os casos foram registrados em Pinheiro, São Roberto, Barra da Corda e Lago da Pedra, todos por via oral. Os 10 casos ocorridos em Pinheiro têm como evidencia a ingestão de polpa de açaí proveniente do Pará e os outros 13 por ingestão de caldo de cana. Neste caso, são pessoas da mesma família que estiveram em uma festa no município de São Roberto e consumiram do mesmo caldo de cana, processado embaixo de uma palmeira onde foram encontrados sete Trypanosoma cruzi e criadouro do inseto.

Para evitar que novos casos venham a ocorrer e manter sob controle os existentes, Alberto Carneiro adiantou que estão sendo montadas barreiras fitossanitárias, em parceria com a Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), para evitar a entrada no Maranhão do açaí de área endêmica. “A logística de transporte está sendo monitorada para evitar que o açaí entre em paneiros de palha e o fruto chegue contaminado ao Maranhão”, disse. Equipes da Vigilância Estadual e do Ministério da Saúde também estão acompanhando e monitorando os trabalhos nos municípios que apresentaram surtos da doença.

Estavam presentes também à coletiva o médico infectologista e pesquisador da Fiocruz/BA, Jackson Costa, e a coordenadora estadual do Centro de Informação Estratégia de Vigilância em Saúde, Jakeline Trinta Rios. Ela informou que assim que a SES foi notificada, todos os exames foram viabilizados para estas pessoas no Laboratório Central (Lacen) e todos os pacientes estão sendo tratados. Dos 10 casos notificados em Pinheiro, sete foram confirmados e três ainda estão esperando resultado dos exames. Dos 13 casos confirmados de São Roberto, Barra do Corda e Lago da Pedra, apenas um ainda espera a comprovação do exame.

A doença de Chagas é uma das consequências da infecção humana produzida pelo protozoário flagelado Trypanosoma cruzi. Na ocorrência da doença, observam-se duas fases clínicas: uma aguda, que pode ou não ser identificada, podendo evoluir para uma fase crônica. Nestas transmissões por via oral, geralmente se encontram vetores ou reservatórios infectados nas imediações da área de produção, manuseio ou utilização do alimento contaminado. Entre os alimentos, podem-se incluir sopas, caldos, sucos de cana, açaí, bacaba e carne de caça semicrua.

 

SES 





Enquete

Você é a favor da Reforma da Previdência?:

 

E-mail:

greg